O Messiense


TRÂNSITO E SEGURANÇA PÚBLICA

Posto da PRF volta a ser cogitado para Oeste do RN

De tempos em tempos o assunto volta a pautar as conversas de interessados no assunto e de parte da mídia, tradicional ou alternativa.

Novamente se fala, por essas bandas, sobre a possível instalação de um posto da Polícia Rodoviária Federal - PRF na região Oeste do Rio Grande do Norte, precisamente às margens da Rodovia BR 226.

A referia estrada federal cruza o Oeste do Estado do Rio Grande do Norte a partir de Triunfo Potiguar e passa pelos Municípios de Campo Grande, Janduís, Messias Targino, Patu, Almino Afonso, Lucrécia, Frutuoso Gomes, Antonio Martins e Pau dos Ferros, indo daí (quando um dia for concluída) até o vizinho Estado do Ceará, e de lá para Tocantins, segundo o seu projeto original.

O local provável de instalação do imaginável posto da PRF seria Campo Grande ou Patu, dadas às localizações geográficas de ambos (estratégicas para o combate a crimes de trânsito e outros de competência da PRF) e também por suas respectivas potencialidades populacionais e econômicas.

Patu também justifica a sua pretensão por ter a Serra do Lima, que abriga o Santuário de Nossa Senhora dos Impossíveis e uma rampa natural para a prática do vôo livre. O local, por tais atrações, atrai muitos romeiros durante o ano inteiro (turismo religioso) e atrai muitos praticantes de esportes radicais em boa parte do segundo semestre de cada ano.

Mas, com o efetivo bastante reduzido que tem a Polícia Rodoviária Federal - PRF, fica difícil imaginar que o projeto, sonho para muitos, chegue a se tornar realidade.

Prefeitura solicitou a instalação de posto da PRE em prédio abandonado

Não faz muito tempo que a Prefeitura de Patu, preocupada com a onda de violência que assola todo o interior do Rio Grande do Norte e reflete diretamente no Município, solicitou ao Governo do Estado do Rio Grande do Norte que fosse instalado um posto da Polícia Rodoviária Estadual - PRE, vinculada à Polícia Militar - PM, no prédio que até pouco tempo abrigou o Posto Fiscal de Lagoa de Pedra.

O prédio fica localizado na Rodovia RN 078, no Município de Patu (RN), no sentido Catolé do Rocha (PB), próximo à divisa do Estado do Rio Grande do Norte com o Estado da Paraíba.

Uma equipe da Polícia Rodoviária Estadual - PRE até chegou a visitar o local, mas a ação do Estado não passou disso.

Localizado próximo à divisa do Estado potiguar com o Estado paraibano, o prédio serviria muito bem aos propósitos de funcionamento de um posto da Polícia Rodoviária Estadual, e certamente inibiria bastante o número de delitos não apenas em Patu, mas em toda a região.

Em situação similar, foi instalado em Mossoró um posto da PRE no local onde também funcionava um posto fiscal, próximo ao cruzamento da RN 117 com a BR 304.

Os postos fiscais foram sendo desativados na medida em que a Secretaria de Estado da Tributação passou a exigir a nota fiscal eletrônica e a melhorar o seu sistema de informática.



Escrito por alcimarantonio às 12h16
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




REFLEXÃO DE NATAL

O que aprendemos com o nascimento e a crucificação de Jesus?

Alcimar Antônio de Souza

Há exatos dois mil e doze anos, segundo o calendário gregoriano, nasceu o Menino Jesus. Veio ao mundo da forma mais simples possível: nasceu numa manjedoura, que, segundo o Dicionário da Língua Portuguesa, significa o Tabuleiro onde, nas estrebarias, é posta a comida para os animais.

Aceito pelo povo da época como o Messias, mas rejeitado pelos “líderes” religiosos do seu povo por criticar também tais lideranças, Jesus levou ao mundo uma vasta mensagem de amor, paz, respeito, doação. “Amar a Deus sobre todas as coisas” e “amar ao próximo como a si mesmo”, tal como já ensinava a Lei dos Dez Mandamentos, foram mandamentos bastante enaltecidos por Jesus Cristo.

O Nazareno, como também era chamado, foi batizado nas águas do Rio Jordão por um profeta que lhe anunciou com maior precisão, João Batista, que disse não ser digno de amarrar as sandálias do Mestre Jesus.

O Filho de Deus viveu na terra sem luxúria, sem conforto material e até sem um lar definido, pois também pregava que, para servir a Deus, deveria abandonar tudo isso.

Político, combateu o sistema romano que dominava e oprimia o povo de Israel, mesmo deixando claro sempre que não desejava ser Rei dos Judeus, pois seu Reino, segundo dizia, não seria deste mundo. E, para driblar os centuriões e oficiais do exército romano, falava em línguas nativas da região, como hebraico, aramaico e outras, de modo que os opressores do seu povo não compreendiam a sua mensagem.

Mas, justamente por desagradar aos poderosos de então (governantes romanos e religiosos judeus de prestígio ali abalado), foi julgado, mesmo sem ter cometido qualquer crime, e foi condenado sumariamente à morte. Ele já sabia do fato, e sabia inclusive que um dos seus apóstolos – Judas – iria lhe entregar ao exército romano.

A morte de Jesus Cristo foi mais uma demonstração de carinho Dele e do Seu Pai para com a humanidade. Foi uma doação, repleta de muitos significados, resumidos no maior e mais forte de sentimentos: o amor.

Infelizmente, passados mais de dois mil anos, nós, que nos dizemos cristãos, continuamos sem compreender (e, se compreendemos, sem aceitar totalmente) os ensinamentos de Jesus Cristo, enviado à terra pelo Deus único para nos trazer ensinamentos e conversão.

Vivemos, em grande parte, em contrariedade àquilo que, nos bancos das igrejas, dizemos acreditar. Continuamos valorizando o ter em detrimento do ser. Dizemos que amamos a Deus sobre todas as coisas, mas não somos capazes de um desapego mínimo a essas outras “coisas”.

“Amar ao próximo como a nós mesmos” é preceito divino que ainda buscamos praticar. Todavia, na verdade, as estatísticas sociais e históricas depõem contra nós.

Pelo capital, inventamos guerra; pelo poder político, difamamos e fazemos dos meios, quaisquer que sejam eles, instrumentos hábeis para chegarmos aos fins.

Em vários países mundo afora, e também neste florão da América, milhares de pessoas ainda vivem na miséria absoluta, mortas diariamente pela fome e, principalmente, pela falta de esperança.

Se não cuidamos bem de nossos irmãos – pessoas -, cuidamos menos ainda da natureza que, gratuitamente, o Senhor Deus nos deixou. Motivos econômicos, egoísmo e falta de educação nos levam a destruir, aos poucos, o planeta onde vivemos.

Temos vidas regradas a conveniências e interesses. Criamos classes sociais distintas para nos “protegermos” uns dos outros, como bem diz aquele dito popular de que “cada macaco no seu galho”.

Nos abrigos e asilos, velhinhos sofrem com o desprezo de seus familiares, que não tiveram a hombridade e a decência de os manter em seus lares e deles cuidar pelo pouquinho de tempo que resta de suas vidas.

Por um par de sapatos, ou por uma roupa de marca, jovens se matam nas grandes cidades.

Ainda somos capazes de valorizamos ou desvalorizarmos nossos pares pela cor da pele, em pleno século XXI, como se isto fosse critério correto de avaliação dos nossos irmãos.

Chegamos até a dar ouvidos a “profecias” diversas sobre o fim do Mundo, esquecendo que somente a Deus cabe tal decisão.

Muitas vezes nos metemos em discussões doutrinário-religiosas sem fim, na tentativa de justificarmos que essa ou aquela igreja cristã tem mais acerto, mas na prática diária não nos diferenciamos muito uns dos outros.

Esquecemos que, ser cristão, não se trata de proferir mero jogo de palavras. A cristandade requer a prática rígida de condutas das quais Jesus tanto falou desde a sua primeira aparição pública, aos doze anos, na Festa da Páscoa dos Judeus, quando ensinou aos doutores da Lei num templo religioso, até o momento da sua morte.

Em templos diversos, o céu é demarcado e vendido a preço elevado. Pela televisão, somos convocados (quase intimados) a sermos “pilares”, “colunas” e outras formas de “sustentação” de “ministérios” que, por suas práticas, tomam o caminho contrário daquele que, segundo ensinou Jesus Cristo, levam ao Reino do Céu, que não pode ser tratado como mercadoria posta em livre negociata.

Agora, no Natal, compramos enfeites e adereços coloridos e os colocamos em nossas residências. Fazemos ceias regadas a muita comida e bebida, e nem nos importamos em praticar nesses dias de Festa o pecado da gula. Aliás, dos pecados que diariamente cometemos, este é certamente o menor deles (e ainda há os “cristãos” que sequer admitem que pecam).

Enquanto isso, muitos continuam sem casas para colocar algum adereço natalino, e milhares continuam sem ter o que comer mundo afora.

Ah!, mas aí aparece alguém e diz: “Não temos como consertar tudo isso!”. É verdade, de fato não temos como, individualmente, acabarmos com a desordem (fome, miséria, violência...) que grassa o mundo.

Mas, individualmente, deixando de olhar um pouco apenas para nós mesmos, podemos praticar pequenas atitudes verdadeiramente cristãs, e o conjunto de tudo isso poderá se transformar numa grande obra. Se copiássemos o modo de agir das formigas, aplicando-o ao trabalho cristão, teríamos um grande resultado das ações individualmente praticadas.

Em verdade, ser cristão é muito difícil. O desafio é enorme. Requer, além de orações, ações. Vai além da apresentação desmedida do Papai Noel que gostamos de ver nesta época do ano; vai além do impulso consumista que nos toca no período natalino; significa muito mais que a vontade de comer e beber que aumentamos nessas festas de fim de ano e que não são, ao pé da letra, a celebração do Natal.

25 de dezembro não é apenas o dia de nascimento de Jesus Cristo. É uma data-referência para muita reflexão em torno da nossa verdadeira identidade cristã. Ou mudamos para buscarmos seguir Jesus Cristo, ou fazemos como os judeus que lhe condenaram naquela Festa da Páscoa, preferindo Barrabás.

Pensem nisso. Pensar no assunto com calma já será um bom começo.

A todos, Feliz Natal!



Escrito por alcimarantonio às 21h18
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




DO BLOG DO XERIFE

Salário mínimo será de R$ 678 em 2013

O Palácio do Planalto anunciou nesta segunda-feira (24) que o valor do salário mínimo em 2013 será de R$ 678, o que representa um reajuste de 9% em relação aos atuais R$ 622.

O anúncio foi feito pela ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffman, após reunião com a presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto.

O valor do salário mínimo é calculado com base no percentual de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do ano retrasado mais a reposição da inflação do ano anterior pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Em 2011, a variação do PIB foi de 2,73%, e a inflação de 2012 medida pelo INPC, de 6,1%.

O Orçamento de 2013 – ainda não aprovado pelo Congresso – previa alta do mínimo para R$ 674,96. A proposta original do governo era de aumento de R$ 622 para R$ 670,95, mas o cálculo da inflação foi reajustado, e isso elevou o valor.

Fonte: www.robsonpiresxerife.com



Escrito por alcimarantonio às 18h19
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




COM INFORMAÇÕES DE "O MESSIENSE", PUBLICOU "O MOSSOROENSE"

Operação "tapa buracos" avançou em trecho da rodovia BR-226

PATU/REGIÃO - O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) está intensificando o trabalho de recuperação e conservação de estradas na região. Um dos trechos contemplados com a ação é o que interliga Patu ao município de Messias Targino, pela rodovia BR-226.

A recuperação da rodovia está sendo executada por uma empresa terceirizada, contratada para realizar periodicamente o trabalho de "tapa-buracos" e conservação da via. No citado trecho os serviços têm previsão de ser concluídos breve, visto que somente em alguns pontos os reparos são necessários.

Em Patu, nas proximidades do entroncamento da BR-226 com a RN-078, o Dnit instalou uma lombada eletrônica, atendendo assim a uma antiga reivindicação da Prefeitura de Patu e de usuários do movimentado trecho. O sistema de sinalização chega numa boa hora, pois no local já foram registrados muitos acidentes.

De acordo com populares, problema semelhante é comum no acesso à cidade de Messias Targino, a partir da BR-226, onde acontecem muitos acidentes. A prefeita Shirley Ferreira Targino e o vereador Genésio Francisco Pinto Neto, "Pôla Pinto", já solicitaram ao Dnit a colocação de lombadas no local, visando a redução de acidentes, mas até agora o órgão não se pronunciou quanto às solicitações feitas.

Outro problema que preocupa quem trafega pela BR-226 são as cercas existentes próximas à pista de rolamento. Quem viaja pela rodovia pode constatar, principalmente do trecho que vai de Campo Grande a Almino Afonso, passando pelos municípios de Janduís, Messias Targino e Patu, que muitos proprietários de terras localizadas às margens da rodovia colocaram as cercas de suas propriedades muito próximo da pista.

Em alguns casos, a cerca está a menos de dois metros da pista de rolamento. A diminuição da área de recuo, existente entre a pista de rolamento e os terrenos próximos à rodovia, aumenta consideravelmente a possibilidade de acidentes. Apesar de terem conhecimento do problema, Dnit e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) nada fizeram até agora para coibir esses abusos.

Fonte: www.omossoroense.com.br



Escrito por alcimarantonio às 12h20
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 



Meu perfil
BRASIL, Nordeste, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, Catalan, Livros, Música
MSN -
Histórico
Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
  Blog de Evanio Araújo
  Blog de Carlos Santos
  Blog do Campelo, de Bruno Campelo
  Jornal Gazeta do Oeste
  Jornal Correio da Tarde
  Jornal de Fato
  Jornal O Mossoroense
  No Minuto
  Site do Pôla Pinto
  Blog do Marcos Dantas
  Blog de Raimundo Nonato de Almeida
  Jornal Diário de Natal
  Blog da Folha Patuense
   Blog da Prefeitura de Messias Targino
  Blog Sertão Caboclo
  Blog de Silvana Elizabete
  Mascena Cordeiro
  Blog da Câmara Municipal de Messias Targino
  Márlio Forte
  Patu News
  Blog do jornalista Pedro Carlos
  Blog do F. Gomes
  Pátria Latina
  Tio Colorau, por Erasmo Firmino
  Blog Helito News
  Blog do Gutemberg Moura
  Blog do Vereador Juscelino
  Paróquia de Nossa Senhora das Dores - Patu
  RN Notícias
  Bastidores da Política, por Henrique Aurélio
  Blog do Wallace
  Herbert Mota
  Blog Olhar Messiense
  Grande Ceará Mirim
  Domínio Público - Biblioteca Digital
  Blog de Erivan Morais
  Patu no Esporte
  Luta e Liberdade - Lucélia Ribeiro
  Santuário Nossa Senhora dos Impossíveis - Patu
  Oeste em Pauta
  Conversa Afiada - Paulo Henrique Amorim
  Thurbay Rodrigues
  Professor João Filho
  Vi o Mundo - Luiz Carlos Azenha
  Mundo da Bola, por Ivo Neto
  Carta Capital
  Conselho Tutelar de Janduís
  Julierme Torres
  Blog Última Notícia - Rui Nascimento
  Blog do Aldo Araújo
  Patu 24 Horas
  Blog do Ailton
  Olhar Crítico, de Patu
  Terra
  Givva.com.br
  Messias Online
  Patu Cidade Turística
  Coluna Patu
  Blog Tiago Gomes
  Rádio Juventude FM (87,9)
  Vereador Anderson
Votação
  Dê uma nota para meu blog